SINDICAL

  • Cadastro
    *
    *
    *
    *
    *
    Campos marcados com um asterisco (*) são obrigatórios.

Lembra do embromation?

O Gabinete da Mesa Diretora (GMD) decidiu movimentar o processo 611/2014, relatório final do MCL que contém propostas de alteração do PCCR. De acordo com ata de sua 8ª reunião, foi concedida vistas, por 15 dias, para cada secretário executivo tomar conhecimento do conteúdo do referido processo. Lembra do embromation? O processo passará por todos os cinco secretários executivos e ficará, espera-se, no máximo quinze dias nas mãos de cada um. São, portanto, setenta e cinco dias!
Diante dessa decisão do GMD, o Sindical decidiu marcar reuniões com cada um dos secretários executivos, durante o período em que estiverem com o processo 611, para esclarecimentos a respeito da proposta de alteração do PCCR. Mas não está sendo fácil! Na quinta-feira, a diretora do Sindical, Maria Deusa, solicitou, pessoalmente, ao secretário executivo da vice-presidência, José Flávio de Oliveira,  agendamento de reunião para discussão sobre as propostas de alteração do PCCR, mas, até o momento, não houve resposta. Leia mais...
 

Fantasmas na CLDF: Câmara expõe servidores e não investiga acusações

A presidente da Câmara Legislativa, Celina Leão, recebeu do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), pedido de informações a respeito de denúncia anônima sobre a existência de servidores fantasmas em diversos setores da Casa.
Na denúncia, feita à ouvidoria do MPDFT, são citados nomes e os setores em que estariam lotados os supostos fantasmas. Para responder à provocação feita pelo Ministério Público, a presidente da Casa, ao invés de abrir processo interno para investigar as acusações, repassou, aos próprios chefes de setor a responsabilidade de dar esclarecimentos a respeito do caso e expôs a identidade dos acusados antes mesmo de se certificar da veracidade das denúncias. Leia mais...
 

Servidores repudiam pacote previdenciário

A diretoria do Sindical participou na quarta-feira (3), pela manhã, de audiência pública realizada na Câmara Legislativa para debater os efeitos do pacote previdenciário, enviado pelo Governo Rollemberg, em especial, o Projeto de Lei Complementar 19/2015, que cria o regime de previdência privada complementar para os servidores públicos do Distrito Federal.
A audiência foi iniciativa da bancada do Partido dos Trabalhadores na CLDF e teve a participação de representantes de diversas entidades de servidores do DF. A maior queixa foi de que o projeto não foi sequer apresentado às categorias antes de ser enviado à CLDF. Os representantes das entidades cobraram participação nas discus-sões sobre o assunto.

Leia mais...
 

Pacote previdenciário de Rollemberg ameaça direitos dos servidores

O Governo do Distrito Federal enviou, na quarta-feira (20), à Câmara Legislativa a proposta de Projeto de Lei Complementar, PLC-19/2015, que “Institui o regime de previdência complementar no âmbito do Distrito Federal, fixa o limite máximo para a concessão de aposentadorias e pensões que trata o art.40, da Constituição Federal, autoriza a previdência complementar, na forma de fundação, e dá outras providências”. Entre outras coisas, o projeto faz alterações à composição do Conselho de Administração do Instituto de Previdência do Distrito Federal (IPREV-DF), reduzindo o número de representantes dos servidores.

 


Veja o conteúdo dos projetos:

PLC 19.2015 Previdência Complementar

PLC 20.2015 Aposentadoria Especial Insalubridade

PLC 21.2015 Aposentadoria Especial Deficiente Físico


Leia mais...
 
Página 1 de 169
Caminho: Home